Em seis horas, chove em Vitória o previsto para todo o mês de outubro

De acordo com o Instituto Climatempo, durante seis horas choveu na capital capixaba o que era previsto para todo o mês de outubro. Entre 15 horas e 20 horas, o Inmet registrou 100,0 mm de chuva sobre Vitória, praticamente a mesma quantidade de chuva que caiu sobre a cidade no domingo passado e que também deixou a capital capixaba debaixo d´água. A média normal de chuva em Vitória no mês outubro é de aproximadamente 127 mm.


Num dos locais de medição pluviométrica regular em Vitória, o Instituto Nacional de Meteorologia já registrou 140 mm de chuva acumulados em outubro, mas deste total, 102,8 mm caíram no domingo passado.


Apenas entre 19h e 20h, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou 47,8 mm de chuva acumulados. Tecnicamente um acumulado da ordem de 20,0 mm em 1 hora já é considerado chuva forte.


Previsão de sol no fim de semana


A tendência a partir desta sexta-feira é de enfraquecimento da instabilidade e diminuição da chuva. As nuvens carregadas que provocaram a tempestade desta quinta-feira se formaram no mar e avançaram para o continente. Estas áreas de instabilidade estão ativas sobre o Espírito Santo desde o começo da semana e já provocaram chuva forte e volumosa em vários locais do Estado. Mas estas nuvens não são de uma frente fria. No fim de semana, a nebulosidade diminui ainda mais a previsão é de sol e tempo seco, sem chuva. 


Fonte: www.folhavitoria.com.br/geral/noticia/2014/10/em-seis-horas-chove-em-vitoria-o-previsto-para-todo-o-mes-de-outubro-veja-a-previsao.html

EEEFM Bananal: Descarte correto de celulares

A cada dia o uso de aparelhos tecnológicos e seu descarte vem aumentando significativamente o lixo eletrônico. A população tem feito dos celulares, algo, praticamente descartáveis Esses resíduos poluem o meio ambiente, e a população não sabe como descartar adequadamente.

Com um trabalho de conscientização realizado pelos alunos da Escola Emir de Macedo Gomes (Linhares) e da EEEFM Bananal (Rio Bananal), orientados pela professora Celia Regina Rigoni, está acontecendo o recolhimento desses materiais nos seguintes postos de coletas:

EEEFM Bananal
Rua Padre Alessandro Ferloni, 50 – Centro – Rio Bananal – (27) 3265-1921

Oi
Av. Governador Carlos Lindemberg, 851 – Centro – Linhares

Claro
Rua Nogueira da Gama, Loja 02 – Centro – Linhares

Vivo
Rua Capitão José Maria, 1078 loja 01 – Centro – Linhares

Assistec Telecomunicações
Av. Augusto Calmon, 1307 – Centro – Linhares

ES Ambiental
Av. Conceição da Barra, 1050 – Araçá – Linhares
www.esambiental.com.br – Telefone: (27) 99993-3984

EEEM Emir de Macedo Gomes
Rua Nicola Biancardi, 490 – Shell – Linhares – (27) 3264-1082

Participe!!!

ESCOLAS DO MUNICÍPIO HOMENAGEIAM AS "MÃES"


Para enaltecer e celebrar a figura materna, escolas do município homenageiam as "MÃES" com muito carinho, para que houvesse maior integração entre aluno, família e escola, onde todos se sentissem acolhidos no ambiente que foi ornamentado para essa data tão especial.
Houve várias apresentações, como: danças coreografadas, poesias, jograis, teatro e outros.

EMEI Tia Rita
EMEF Novo Saber - Anexo


EMUEF Córrego Gabriel Emílio

EMEI Tia Rita

EMEF Novo Saber - Anexo

EMEF Novo Saber

EMEF Novo Saber

EMEF Novo Saber

EMEF Novo Saber

EMEF Novo Saber

EMEF Novo Saber - Teatro

EMEF Novo Saber - Poesias

EMEF Novo Saber - Coral

EMEF Novo Saber - Jogral
EMEF Novo Saber - Anexo

EMEF Novo Saber - Anexo

Escola Bananal continua com o Projeto Recicle e Viva Melhor

A preocupação com o meio ambiente é de muito tempo uma grande vertente de toda a nossa sociedade, haja vista o grande número de agentes causadores de poluição em nosso planeta, o que acontece devido ao grande aumento populacional e consequentemente na produção das grandes indústrias, circulação de veículos e constante desenvolvimento de produtos com embalagens descartáveis.

Falando nisso, especialmente a partir dos anos 80 do século XX, o aumento significativo da produção de embalagens e produtos descartáveis, o que gerou uma grande produção de lixo. E assim começou uma cobrança por uma postura responsável, especialmente por órgãos governamentais bem como ONGs que foram criadas basicamente para esse fim, onde orienta que o crescimento econômico deve estar aliado a preservação ambiental. Observamos com grande frequencia campanhas de coleta seletiva e projetos de reciclagem tendo em vista uma melhor preservação do meio em que vivemos.

Em 2012 a EEEFM Bananal realizou junto à comunidade escolar o Projeto Recicle e Viva Melhor que foi um sucesso arrecadando mais de 50.000 embalagens evitando assim que elas estivessem contribuindo para a produção do lixo. Essas embalagens foram encaminhadas até uma empresa de reciclagem para que assim pudessem ser desenvolvidos produtos com as mesmas capazes de substituir ou colaborar com a preservação de nosso meio ambiente.

Em 2013 a EEEFM Bananal continua com o projeto e os alunos já estão fazendo sua parte, a de ter a consciência pelo ambiente em que vivemos. A Educação Ambiental faz parte dos temas a serem trabalhados durante o ano letivo e esse projeto é uma das atividades, pois outros elementos formadores são inseridos nas disciplinas da área para que todos possam ter o conhecimento da nossa realidade.












Texto: Welder Bindaco (Agente de Suporte Educacional)
Colaboração: Luciano Bazoni Vaneli (Pedagogo)

Mais duas escolas no Norte do ES



O governo do Estado vai construir duas escolas na Região Norte do Estado, uma em Rio Bananal e outra em Vila Valério.

O anúncio foi feito nesta quarta-feira (08) pelo secretário de Estado da Educação, Klinger Barbosa, durante reunião na Secretaria.

A construção das escolas foi solicitada pelo vice-presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Luiz Durão (PDT), que foi à Sedu acompanhado de uma comissão formada pelos professores dos dois municípios, além do prefeito de Rio Bananal, Edimilson Eliziário, e da secretária de Educação, Marinete Pinheiro, dos vereadores Cadico e Robinho, de Vila Valério.Marinete informou que a EEEFM Bananal não possui estrutura física adequada para atender aos alunos que lá estudam. “A escola está no limite, com turmas funcionando em salas improvisadas, o esgoto não suporta, enfim, vários problemas”, disse.


O secretário Klinger informou que o Estado está disposto a construir uma nova escola, nos padrões atuais, mas precisa que a prefeitura faça a aquisição do terreno. O prefeito Edimilson Eliziário informou que vai comprar um terreno adequado e fazer a doação para o Estado. Até a construção da nova escola, os alunos continuarão frequentando a sede atual.

A construção da nova sede da EMEF Maria Luiza Jorge, em Vila Valério, também foi solicitada por Durão, e o secretário Klinger deu a mesma solução: aquisição de terreno por parte da prefeitura do município e construção da escola por parte do Estado. Também será analisada a possibilidade de inclusão do Ensino Médio na escola.

Klinger informou que Linhares e a Região Norte são prioridade do governo do Estado para a construção de novas escolas devido ao crescimento previsto para a região.

Fonte: Portal Ouro Negro